segunda-feira, 8 de março de 2010

8 de Março de 2010, Centenário do dia Internacional da Mulher

Nos últimos anos a sociedade e os meios de comunicação celebram os avanços tecnológicos da humanidade. Vejo que a sociedade pouco avançou, uma vez que mulheres continuam sendo vítimas de violênicia. Mulheres continuam tolhidas por seus pais, chefes, namorados, maridos, amantes. Em seu trabalho, a mulher não é respeitada em seus direitos, principalmente no que diz respeito a salário e cumprimento de licença maternidade. Muitas são despedidas de seus empregos logo após a volta ao trabalho. O que celebrar hoje, se ainda vejo mulheres tendo as pernas amarradas durante o parto, mulheres sendo desrespeitadas durante o trabalho de parto, tantas cesáreas sendo cometidas visando facilitar a vida dos médicos. Mulheres deitadas durante o trabalho de parto, para que fique mais fácil o acesso do médico. Mulheres desistindo de amamentar seus filhos, porque não encontram suporte e apoio em casa e no trabalho. Novamente me vem a questão, o que comemorar em meio a tanta desiguladade? Comemoro hoje a nossa luta, porque não ficaremos caladas, e em nosso manifesto pacífico, cheio de amor e alegria, um dia celebraremos novas e empoderadas mulheres. Mulheres que serão respeitadas porque são capazes de gerar, parir e nutrir os filhos. Porque são aquelas que hoje são as maiores responsáveis pelo sustento e educação de seus filhos.
Parabéns a todas as mulheres do mundo! Sou feliz por ser mulher. Tenho orgulho do meu sexto sentido, de minha sensibilidade, da minha facilidade em chorar quando me emociono e das gargalhadas que posso dar juntamente com outras mulheres que amo. Minha mãe, minhas filhas, cunhada, irmã, primas e grande amigas


Um comentário:

Liu disse...

LINDO TEXTO!!! PARABÉNS PRA VC E SUA TURMINHA, Q SÃO MULHERES MTO ESPECIAIS! BJOS, LU